Dissertação - Qualidade da Dieta de Escolares do Município de São Paulo

O hábito alimentar dos escolares pode ser influenciado por características sociodemográficas e do ambiente, seja escolar, doméstico oufora do lar e a valiar o consumo de alimentos do escolar em diferentes locais,pode fornecer informações sobre a qualidade dos alimentos ofertados em cada local.

Documento Tese de Doutorado

Autor Prado, Barbara Grassi (Catálogo USP)

Nome completo Barbara Grassi Prado

Unidade da USP Faculdade de Saúde Pública

Área do Conhecimento Epidemiologia

Data de Defesa 2014-07-31

Imprenta São Paulo, 2014

Orientador

Latorre, Maria do Rosario Dias de Oliveira (Catálogo USP)
Sundefeld, Maria Lúcia Marçal Mazza - (Coorientador) (Catálogo USP)

Banca examinadora

Latorre, Maria do Rosario Dias de Oliveira (Presidente)
Guimarães, Lenir Vaz
Silva, Marina Vieira da
Taddei, José Augusto de Aguiar Carrazedo
Villar, Betzabeth Slater

Título em português

Qualidade da dieta de escolares do município de São Paulo

Palavras-chave em português

Alimentação Escolar
Comportamento Alimentar
Crianças

Resumo em português

INTRODUÇÃO: O hábito alimentar dos escolares pode ser influenciado por características sociodemográficas e do ambiente, seja escolar, doméstico oufora do lar e a valiar o consumo de alimentos do escolar em diferentes locais,pode fornecer informações sobre a qualidade dos alimentos ofertados em cada local. O Índice de Qualidade da Dieta Revisado (IQD -R) é um instrumento apropriado, pois, analisa a qualidade dos alimentos consumidos, comparando - os com as recomendações brasileiras. OBJETIVO: descrever a qualidade da dieta de escolares utilizando o IQD - R. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal realizado com escolares de 7 a 10 anos de duas escolas municipais de São Paulo. Foram coletadas informações socioeconômicas, de estado nutricional e de consumo alimentar, por meio da aplicação de três recordatórios de 24h. A qualidade da dieta foi avaliada pelo método IQD-R. RESULTADOS:A média do IQD-R foi de 64,6 pontos e a maioria dos escolares apresentou dieta que necessita de modificação. Os componentes que apresentaram menores escores foram cereais integrais e sódio, e os maiores escores foram observados nos óleos, carnes, ovos e leguminosas, e cereais totais. As meninas apresentaram maior consumo de frutas e menor consumo de carnes, ovos e leguminosas, e sódio. O menor consumo de sódio esteve associado ao maior nível de escolaridade da pessoa de referência da família e maior número de refeições diárias. Escolares que consomem café da manhã possuem maior consumo de vegetais e de leite e derivados. O maior consumo de refeições em casa esteve associado com o menor consumo de gordura saturada e calorias provenientes de gordura sólida e açúcares de adição (Gord_AA), além de ser fator de proteção para uma melhor qualidade da dieta. Escolares que consumiram refeições fora do lar, apresentaram maior consumo de cereais integrais e Gord_AA. CONCLUSÃO: A análise da qualidade da dieta dos escolares mostrou que estes não consomem os alimentos e nutrientes conforme a recomendação brasileira. O maior número de refeições em casa é considerado como fator de proteção para uma melhor dieta quando comparado ao maior número de refeições fora do lar, por isto, ações de educação alimentar e nutricional devem ser direcionadas aos escolares, com intuito de reduzir o consumo de alimentos industrializados e fora do lar. Além disto, a presença do nutricionista nas unidades produtoras de alimentos e na regulamentação da produção dos alimentos industrializados, pode auxiliar na elaboração de cardápios saudáveis, em que se incluem os cereais integrais, frutas e hortaliças, utilizando-se o aproveitamento integral dos alimentos, modos de preparo com menos gordura, como as preparações cozidas, assadas e grelhadas, redução na quantidade de sal de adição e da utilização de alimentos industrializados.

Título em inglês

Diet s quality of school children in São Paulo

Palavras-chave em inglês

Child
Feeding Behavior
School Feeding

Resumo em inglês

INTRODUCTION: the feeding habits of school children can be influenced by sociodemographic characteristics and environment, whether school, home or outside the home. To assess food intake school among children in different settings can provide information about the quality of food offered at each lo cation. The Healthy Eating Index 2005 (HEI - 2005) is an appropriate tool, for assessing the quality of food consumed, comparing them with Brazilian recommendations. OBJECTIVE: to describe the diet quality of school children by means of the HEI - 2005. METHODS : this was a cross - sectional study of school children 7 - 10 years of two public schools in São Paulo. Information on socioeconomic and nutritional status was collected, as well as, food consumption by the application of three 24 - hour records. The diet quali ty was assessed by HEI - 2005 method. RESULTS: the mean HEI - 2005 score was 64.6 points and most children presented a diet needing improvement. The components that had lower scores were whole grains and sodium, and higher scores were observed for oils, meats, eggs and beans, and total cereals. Girls had higher consumption of fruits and lower consumption of meat, eggs and beans, and sodium. The lowest sodium intake associated with parents higher level of education and increased number of daily meals. School ch ildren who consumed breakfast had higher consumption of vegetables and milk. The increased consumption of meals at home was associated with lower intake of saturated fat and calories from solid fats and added sugars (SoFAAS), in addition to being a protect ive factor for a better diet quality. School children that consumed meals outside the home had higher intake of whole grains and SoFAAS. CONCLUSION: The assessment of diet quality of school children showed that they do have a food intake that meets Brazili an recommendations . The more meals at home is regarded as a protective factor for a better diet when compared to more meals outside the home, thus, shares of food and nutrition education shall be directed to the school children, in order to reduce the cons umption of processed foods and outside the home. Furthermore, the presence of a nutritionist in food producing units and the regulation of the production of processed foods, can help to develop healthy menus, where whole grains, fruits and vegetables are i ncluded, using the full utilization of food, modes of preparation with less fat as cooked, baked and grilled preparations, reduction in the amount of added salt and the use of processed foods.

Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores

Faça o Download Completo aqui http://cozinhanet.w8digital.com.br/download-c

ou no link abaixo

Fonte: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-19082014-092955/pt-br.php

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Member Login

Pellentesque adipiscing odio eu neque gravida vehicula. Ut ultricies diam vel est convallis non auctor dui scelerisque. Quisque at erat sem
×