Digite uma palavra ou expressão:

Pesquise por letra:

Letra A Letra B Letra C Letra D Letra E Letra F Letra G Letra H Letra I Letra J Letra K Letra L Letra M
Letra N Letra O Letra P Letra Q Letra R Letra S Letra T Letra U Letra V Letra W Letra X Letra Y Letra Z

Tipos De Cozinha

Fonte: CozinhaNet

COZINHA DOMÉSTICA
O tamanho ideal fica em torno de 12m, distribuídos sob a forma de retângulo de 3 x 4m. Esta área é suficiente para preparar alimentos para 8 a 10 pessoas.

Para 2 a 4 pessoas a cozinha pode ser menor, até 6m, mas não pode ser inferior a isto, não é recomendado, pode provocar acidentes pela dificuldade de movimentação.

Muito mais importante que o espaço é a distribuição das peças. O espaço tem que ser suficiente para acomodar os equipamentos essenciais, possibilitando que as atividades executadas na cozinha possam ser agrupadas em sua volta adequadamente.

Qualquer que seja a distribuição, esta deve sempre ser adaptada às condições do local. A presença de portas, janelas, comunicação com a sala de jantar ou despensa, deve ser levada em conta.


COZINHA DIDÁTICA
É a cozinha utilizada para ensinar técnica alimentar. Como a matéria é essencialmente prática, o recinto ideal precisa oferecer aos alunos condições de observar todos os movimentos do professor e executar cada operação necessária ao preparo do alimento. Deve contar com uma área central de ensino e várias unidades de trabalho para que cada aluno ou grupo de aluno possa repetir em sua unidade, o trabalho feito pelo professor na área central.


COZINHA DIETÉTICA
Local cuja finalidade é preparar alimentos para indivíduos enfermos, levando-se em conta a dosagem dos ingredientes, as transformações que sofrem durante o cozimento e o tipo de preparação adequada as necessidades do paciente.

Pode também ser uma cozinha de estudo (onde se criam, testam e aperfeiçoam dietas, acompanhando seu aproveitamento) ou de serviço (onde se preparam dietas em grande número, como nos hospitais).


COZINHA EXPERIMENTAL
É uma espécie de cozinha laboratório, onde se estudam as preparações culinárias, o equipamento adequado para determinada preparação; analisando cada fase e buscando novas formas de preparar os alimentos ou de utilizar novos produtos.

Como na cozinha experimental não se prepara pratos para o consumo, mas faz-se o seu estudo, torna-se muito importante a manutenção de grupos de degustadores a fim de se fazer o acompanhamento de suas reações ao saborear as preparações. As indústrias são as que mais tem instalado cozinha experimental, pois trabalham junto com a propaganda, inclusive os pratos para fotos e seu arranjo de mesa são preparados nela.


COZINHA INDUSTRIAL
É a cozinha de grande porte que prepara refeições para a coletividade. O preparo de alimentos obedece a um processo semelhante ao de uma linha de montagem de fábrica. A cozinha industrial precisa ser cuidadosamente planejada. O pessoal da cozinha deve ter formação específica e ser assessorado por nutricionistas e técnicos em nutrição. A refeição diária é feita para um número variável de pessoas devendo ser segura e promover a manutenção da saúde dos usuários, além de cumprir horário rigoroso.


COZINHA TÍPICA
É a alimentação característica de determinada região do país. Os fatores de ordem econômica, cultural, religiosa e a própria localização geográfica desempenham papel importante na determinação da alimentação da comunidade.


COZINHA INTERNACIONAL
Há uma certa categoria de pratos que figura nos cardápios de hotéis e restaurantes do mundo inteiro: são os chamados pratos da cozinha internacional, receitas de paladar refinado que devem agradar a todos os povos.

A maior parte dos pratos da cozinha internacional é de origem francesa, embora contribuam com alguns de seus pratos mais importantes também a cozinha russa, italiana e chinesa.


COZINHA RELIGIOSA E COZINHA CULTURAL
Na história de todas as religiões há muitas referências aos alimentos e a forma de consumi-los. Certas religiões prescrevem a seus seguidores jejum (em determinadas datas) ou abstenção de alguns alimentos e regras de preparo.

Outra forma de cozinha religiosa é a de oferendas, quase sempre de origem africana. O preparo segue um ritual que não pode ser alterado. Depois de pronta a comida é oferecida aos santos, entidades que têm suas preferências específicas.

Mais nesta categoria: « Tangelo Tangerina »

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Member Login

Pellentesque adipiscing odio eu neque gravida vehicula. Ut ultricies diam vel est convallis non auctor dui scelerisque. Quisque at erat sem
×