Digite uma palavra ou expressão:

Pesquise por letra:

Letra A Letra B Letra C Letra D Letra E Letra F Letra G Letra H Letra I Letra J Letra K Letra L Letra M
Letra N Letra O Letra P Letra Q Letra R Letra S Letra T Letra U Letra V Letra W Letra X Letra Y Letra Z

Ômega 3

Fonte: CozinhaNet

O ômega-3 é um grupo de ácidos graxos (gorduras). Os principais ácidos graxos poliinsaturados da série Omega-3 ou ácido alfa-linôlenico são o EPA (ácido eicosapentenóico) e DHA (ácido docosahexenóico). O organismo não consegue produzir essas gorduras em quantidade suficiente, retirando dos alimentos ingeridos.

É encontrado em peixes marinhos (salmão, arenque, bacalhau, atum, sardinha etc) e em menores quantidades na soja, linhaça, castanha e óleo de canola. Os peixes de água salgada são mais ricos em ômega-3, porque se alimentam de fitoplâncton (algas) que possuem grandes concentrações de EPA e DHA. Porém, vários estudos têm demonstrado que os peixes de água doce, apesar de em menor quantidade, também apresentam ácidos ômega-3, sendo que a temperatura da água parece ser um fator importante. Quanto menor a temperatura da água, maior é a quantidade desses ácidos graxos presentes nos peixes.

Seus benefícios vêm sendo estudados desde a década de 70, quando estudos revelaram baixa incidência de doenças cardiovasculares entre esquimós groelandeses, cujas dietas eram ricas em gordura animal, proveniente principalmente de animais marinhos. Na época, observou-se que os peixes e óleos de peixes consumidos pelos esquimós continham grande quantidade dos ácidos graxos w-3 (principalmente aqueles designados de EPA e DHA), levando a baixos níveis sanguíneos de triglicerídios, colesterol e LDL e VLDL-colesterol. Além disso, entre os esquimós foram observados altos níveis de HDL-colesterol, parâmetro bioquímico que é associado a baixo risco para doenças cardiovasculares.

Pesquisas mostram que o consumo freqüente de alimentos ricos em ômega 3 reduzem os níveis de colesterol e triglicérides sanguíneo e também a pressão arterial. Porém o seu excesso pode contribuir para a formação de substâncias prejudiciais ao organismo, devido ao seu alto poder de oxidação. Portanto, seu consumo deve ser associado à vitamina E, que tem função antioxidante.


Você já ouviu falar em alimentos ricos em ômega 3? 

Pois é, como as maiores concentrações de ômega 3 estão nos peixes marinhos (e estes alimentos nem sempre estão na mesa da população – alto custo), a indústria alimentícia colocou e está colocando no mercado produtos enriquecidos com ômega 3 - “ o amigo do coração”. O leite longa vida, por exemplo, é enriquecido com a adição do óleo de peixe; no caso dos ovos, é adicionado o óleo de peixe ou alimentos que contém alta proporção de ômega 3 na ração das galinhas. Entretanto, a incorporação dos w-3 nos alimentos não é simples, já que esses ingredientes são muito susceptíveis à oxidação, levando a sabores e aromas muito fortes de peixe. Além disso, a quantidade de w-3 utilizada pelos fabricantes em seus produtos está longe de ser a recomendada pelos pesquisadores. Em muitos casos a pessoa precisaria ingerir de 1 a 2 litros ou quilos do produto por dia para ter os efeitos benéficos prometidos pelo fabricante. Por isso, nada como ingerir a fonte primária desses ácidos graxos, que são os peixes e seus respectivos óleos.

Essa gordura é muito importante para a manutenção da saúde, principalmente no que se refere ao coração. Portanto, inclua na sua dieta os alimentos fontes de ômega-3. Lembre-se uma alimentação balanceada provém o organismo de todos os nutrientes necessários. Selecione adequadamente os alimentos.



Bibliografia

TORRES, Elizabeth Aparecida Ferraz da Silva e MACHADO, Flávia Mori Sarti. Alimentos em Questão – Uma Abordagem Técnica para as Dúvidas mais Comuns. São Paulo, Editora Ponto Crítico, 2001.

FRIAS, Andréa Cristina Dario. Utilização de Ácidos Graxos da Família Ômega-3 na Prevenção de Doenças Cardiovasculares: revisão de literatura. Bauru: Universidade do Sagrado Coração, 1995.

SALGADO, Dra. Jocelem Mastrodi. Previna Doenças – Faça do Alimento o seu Medicamento. 4°Edição. Editora Madras.

ALAMEDA, Dr. Afonso Henriques. Direção Geral dos Cuidados de Saúde Primários – Os lípidos e a Prevenção das Doenças Cardiovasculares. Lisboa, 1989.

Mais nesta categoria: « Oliveira, Chá Organoléptico »

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Member Login

Pellentesque adipiscing odio eu neque gravida vehicula. Ut ultricies diam vel est convallis non auctor dui scelerisque. Quisque at erat sem
×