Digite uma palavra ou expressão:

Pesquise por letra:

Letra A Letra B Letra C Letra D Letra E Letra F Letra G Letra H Letra I Letra J Letra K Letra L Letra M
Letra N Letra O Letra P Letra Q Letra R Letra S Letra T Letra U Letra V Letra W Letra X Letra Y Letra Z

O Radicalismo Na Alimentação

Fonte: CozinhaNet

As dietas extremas não adiantam, pois não levam o paciente ao equilíbrio nutricional.

É comum se ouvir dizer, que quem come mais do que necessita, engorda, ou quem gasta menos calorias do que come, engorda.

Até aí, estamos no reino da física. Nada de novo. As novidades estão chegando diariamente, através do sucesso de dietas que prometem mexer na química do corpo humano, provocando a perda de peso.

Um levantamento realizado por autoridades de saúde dos Estados Unidos, mostrou que há 1214 títulos nas prateleiras indicando uma fórmula mágica de emagrecer.

Os 20 mais vendidos se dizem capazes de turbinar o metabolismo e liquidar gorduras. Os lançamentos com menos de 2 anos ensinam maneiras de evitar ou reduzir ao máximo a ingestão de um único componente: carboidratos... 

Sim, e quem são eles?

Carboidratos têm função essencialmente energética, fornecendo 4 calorias por grama. São compostos de carbono, hidrogênio e oxigênio.

Os carboidratos constituem, em geral, a principal fonte de calorias da dieta humana.

A carência de carboidratos na alimentação leva o organismo a utilizar as gorduras de reserva do tecido adiposo para fornecimento de energia, o que provoca o emagrecimento. Ao se esgotarem as reservas de tecido adiposo, as proteínas deixam de exercer suas funções principais, para serem indevidamente utilizadas como fonte de energia. 

Portanto, o consumo inadequado destes nutrientes, por longos períodos e sem acompanhamento de um nutricionista, pode levar conseqüências severas ao organismo humano.


· EM BUSCA DO EQUILÍBRIO

É preciso conscientizar o paciente de que essa mudança é necessária, correta e não dolorida. As dietas extremas não adiantam, pois não levam o paciente ao equilíbrio nutricional.

É importante deixar o paciente em equilíbrio, pois é a única maneira do mesmo não ficar compulsivo. Quando as quantidades de macronutrientes e micronutrientes são satisfatórias, a conduta alimentar do paciente é mais acertada. Portanto, o cardápio sugerido fica mais fácil e os ataques compulsivos menores, os quais gera desequilíbrio.


· O PAPEL DO NUTRICIONISTA

O trabalho individualizado, é antes de mais nada uma escola, onde você ensina seus alunos a se alimentarem corretamente. Para isso, o trabalho de planejamento da dieta, que é feito previamente, é fundamental para que o nutricionista saiba se irá obter resultados positivos. 

O princípio de tudo é estabelecer um plano com os conceitos aprendidos e sempre manter o equilíbrio do cardápio. Isso significa que dietas com tendências extremas estão totalmente descartadas. Essas preliminares são percebidas no consultório após o recordatório alimentar realizado com o paciente.

Com o desenvolvimento das indústrias alimentícias há oferta de alimentos prontos em grande e em pequena porção, mas em alta quantidade calórica. Por outro lado, a atividade é cada vez menor e o acúmulo de gordura crescente.

O trabalho maior é passar para os nutricionistas que a tarefa de reeducação alimentar sem um embasamento na técnica dietética (o desafio do nutricionista é avaliar a técnica dietética às orientações nutricionais para o resultado positivo da dieta do paciente) não tem resultado positivo.

O nutricionista deve, cada vez mais, manter em suas mãos o controle de uma reeducação alimentar sem as especulações das revistas, que prometem a perda de peso como uma tábua de salvação sem critério, sem técnica e minimizando a nossa atuação.


Texto: Nutricionista consultora do Cozinhanet - Hebe Mary Varejão

Referências Bibliográficas:
Secretaria De Estado De São Paulo – Instituto de Saúde – Manual Básico de Nutrição
Revista do Conselho Federal de Nutricionistas

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Member Login

Pellentesque adipiscing odio eu neque gravida vehicula. Ut ultricies diam vel est convallis non auctor dui scelerisque. Quisque at erat sem
×