Digite uma palavra ou expressão:

Pesquise por letra:

Letra A Letra B Letra C Letra D Letra E Letra F Letra G Letra H Letra I Letra J Letra K Letra L Letra M
Letra N Letra O Letra P Letra Q Letra R Letra S Letra T Letra U Letra V Letra W Letra X Letra Y Letra Z

Mirtilo

Também conhecido como Blueberry

Fonte: CozinhaNet

mirtilo

1. NOME CIENTÍFICO: Vaccinium myrtillus L.

2. NOMES POPULARES: Blueberry (inglês), arándano ou mirtilo (espanhol), myrtille (francês).

3. CONTINENTES QUÍMICOS: Ácidos orgânicos, antocianas, glucoquinicas, pectinas, taninos.

- Bagas: açúcares, ácidos orgânicos, taninos, vitaminas, pigmentos orgânicos;

- Frutos: taninos catéquicos (5%), ácidos orgânicos, açúcares, inositol, pectina, carotenos, pigmentos antociânicos (0,50%) (neomirtilina-delfinidol, cianidol, malvidol, petunidol), Flavonóides (rutósido);

- Folhas: taninos catéquicos (6 a 10%); hidroquinona, traços de arbutósido; flavonóides derivados do quercetósido, ácidos triterpênicos (ursólico, oleanólico), glucoquinina (neomirtilina), sais minerais (ferro, magnésio, cromo), traços de alcalóides quinolizidínicos (mirtina, epimirtina).

4. PROPRIEDADES MEDICINAIS

Adstringente, bactericida, antidiarréica, estimulante da circulação sanguínea, hipoglicêmica, tônica.

5. INDICAÇÕES

Diabetes, catarro gastrintestinal, inflamação (bexiga, boca, laringite), diarréia, tonificar vista cansada, estimular a circulação sanguínea, reduzir a taxa de açúcar do sangue, eliminar catarros gastrintestinais, inflamações da bexiga, convalescença;

- Frutos: varizes, hemorróidas, fragilidades capilar, arteriopatias, edemas por insuficiência venosa, hemeralopia, retinite pigmentária, miopia;

- Folhas: diarréia, diabetes, cistite, uretrite, pielonefrite, vulvovaginite. Uso externo: dermatomicoses, eczemas, feridas, feridas, úlceras dérmicas;

6. PARTE ULTILIZADA: Folhas e frutos.

7. CONTRA-INDICAÇÕES / CUIDADOS

Gastrite e úlcera gastroduodenal. Devido à considerável quantidade de hidroquinona nas folhas, os tratamentos devem ser descontínuos.

Pacientes com gastrite ou úlcera gastroduodenal devem evitar o uso de mirtilo, pois devido aos taninos pode haver agravamento do quadro.

8. EFEITOS COLATERAIS: Não há na literatura consultada evidências de efeitos colaterais.

9. MODO DE USAR

Fruto:

- Fabricação de doces, composta, geléias e corante de vinhos;

- Consumo ao natural, seco ou cozido;

- Mastigados (secos) para tratar a diarréia;

- Vinho de mirtilo, a compota e o extrato alcoólico: diarréia;

- O Sumo, a compota e a geléia: inflamações da boca e da laringe;

- Infusão de cinco colheres de sopa de fruto em um litro de água. Deixar por 15 minutos. Beber durante o dia.

- Decocção de 35g por litro de água. Ferver por 5 minutos. Beber a vontade.

Folhas:

- Consumidas na forma de saladas;

- Compressas e máscaras: repouso da pele do rosto;

- Infusão de cinco colheres de sopa de folhas em um litro de água fervente. Deixar esfriar e beber durante o dia.

- Decocção de 5 colheres de sopa de folhas por litro de água. Ferver por 5 minutos. Tampar e deixar esfriar. Beber durante o dia.

Mais nesta categoria: « Micronutrientes Missô »

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Member Login

Pellentesque adipiscing odio eu neque gravida vehicula. Ut ultricies diam vel est convallis non auctor dui scelerisque. Quisque at erat sem
×