Digite uma palavra ou expressão:

Pesquise por letra:

Letra A Letra B Letra C Letra D Letra E Letra F Letra G Letra H Letra I Letra J Letra K Letra L Letra M
Letra N Letra O Letra P Letra Q Letra R Letra S Letra T Letra U Letra V Letra W Letra X Letra Y Letra Z

Alimentação Da Gestante

Com certeza a gravidez é a maior das transformações ocorridas no corpo de uma mulher. Além do físico, ocorrem mudanças psicológicas extremamente significativas na vida da futura mamãe.

Fonte: CozinhaNet

“Você precisa comer por dois agora que está esperando bebê!” A maioria das gestantes já escutaram esta indagação de parentes ou amigos. Embora essa frase não esteja certa quantitativamente, ela realmente põe em evidência as necessidades nutricionais da mulher aumentadas na gravidez.

Os nutrientes entram em todos os principais processos metabólicos que envolvem produção de energia, síntese de células, manutenção de sua estrutura e função e regulação dos processos orgânicos.

Para que o organismo seja saudável, é necessário que se tenha alimentação equilibrada. O alimento deve suprir as necessidades energéticas e de nutrientes, ser de boa qualidade e ter harmonia com relação às cores, sabores e textura.

Não existe alimento completo que sozinho tenha tudo aquilo que nosso organismo necessita para ter bom funcionamento. Portanto, faz-se necessário variar a alimentação e combinar os alimentos para que suas interações se completem.

Porém, cuidado, alimentar-se bem não significa comer muito, e sim comer direito, de forma variada e saudável. 

Todos os hábitos adotados pela futura mamãe refletem diretamente na vida do bebê. Dentre eles, os hábitos alimentares estão entre os mais importantes, uma boa nutrição garante o crescimento e desenvolvimento do bebê e, ao mesmo tempo, propicia à mãe condições de saúde satisfatórias para a gestação, o parto e a amamentação.

Crianças com baixo peso ao nascer, prematuras e com problemas congênitos e mentais são mais freqüentes nas mães que tenham tido uma alimentação inadequada antes e durante a gravidez.

Além da alimentação a mãe deve cuidar do corpo e da mente como um todo. Gravidez não é doença! Você já deve ter ouvido esta frase. Porém, não é aconselhável transcorrer a gestação como se nada estivesse acontecendo. É um momento especial que requer cuidados e que deve ser aproveitado o máximo possível. Curtir a gravidez, conversar com o bebê, relaxar. Para as mamães que trabalham fora o cuidado deve ser redobrado, é indicado levar sempre um lanchinho na bolsa. Comer frutas, iogurte (caso tenha como armazena-lo sob refrigeração), cereais. Não se deve ficar muito tempo sem comer, procure fazer de 5 a 6 refeições por dia (desjejum, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia). 

Necessidades Nutricionais da Gestante

As necessidades nutricionais das gestantes são individualizadas, dependem da idade, peso, altura e estado patológico. Para uma gestante saudável e com peso normal, seguem algumas recomendações:

- Necessidades energéticas: o consumo de calorias deve ser aumentado em 300 kcal/dia, a partir do 4º mês de gestação. Para tanto faça de 5 a 6 refeições/dia. No intervalo das grandes refeições opte por lanches saudáveis como frutas, pão integral com queijo branco, sucos naturais, iogurtes etc. 

- Necessidades de proteínas: devem ser aumentadas em 8 gramas/dia, pois contribuem para o desenvolvimento e crescimento dos tecidos. Dê preferência à proteína de origem vegetal, encontrada em diversas leguminosas (soja e derivados, lentilha, feijão, ervilha etc.) Limite o consumo de proteína animal a 30% das necessidades protéicas. 

- Necessidade de minerais: os minerais têm um papel muito importante durante a gestação. 

Ferro: a carência deste mineral pode causar má absorção de vitamina D, baixo peso ao nascer e anemia. Recomendação nutricional: acréscimo de 30 a 60 mg/dia. Fontes: feijão, ervilha, lentilha, ameixa, aveia (flocos), cereais integrais, carnes, miúdos e vegetais verde escuro. Consuma frutas cítricas (laranja, limão, goiaba, abacaxi, morango) junto às refeições para aumentar a absorção de ferro. 

Cálcio: recomenda-se o acréscimo de 400mg/dia. Fonte: leite e substitutos, vegetais verde-escuros. 

Fósforo: Assim como o cálcio é responsável pela formação e manutenção dos ossos e dentes. Recomendação nutricional: acréscimo de 400mg /dia. Fonte: leite e substitutos, carnes, ovos, aves e peixes.

Zinco: É de extrema importância para gestação, pois contribui para o crescimento, reprodução e bom funcionamento celular. Este mineral participa no desenvolvimento do paladar e olfato. Recomendação nutricional: 3mg/dia.

Iodo: A carência leva a diminuição da função da glândula tireóide, reduzindo a produção dos hormônios T3 e T4, resultando em retardo físico e mental. Recomendação nutricional: 25 mg/dia. Fonte: sal iodado, peixes e frutos do mar.

- Necessidade de vitaminas: todas as vitaminas hidrossolúveis e lipossolúveis (A, D, E, K) são essenciais ao metabolismo e crescimento do organismo. É importante consumir frutas, legumes e verduras.

Alguns sintomas são comuns na gestação: enjôos, azia, náuseas, vômitos e obstpação.

Os enjôos são sintomas que geralmente se manifestam apenas no primeiro trimestre de gestação, após esse período os sintomas melhoram. Enquanto a azia costuma aparecer mais tarde, no último trimestre. Neste período, o estômago da gestante apresenta-se um pouco “apertado” – o bebê ocupa todo o espaço disponível na sua barriga. A digestão, portanto, pode ficar um pouco mais difícil. Isto não é uma regra, mas pode acontecer.

A obstipação (intestino preso) também é um sintoma comum durante a gestação. A falta de atividade física e o fato de o bebê, principalmente no final da gestação, ocupar todo o espaço da barriga pressiona o intestino. Para diminuir o sintoma deve-se consumir fibras (verduras, legumes, frutas e cereais integrais), aumentar a ingestão de líquidos, fazer as refeições em horários regulares e exercícios físicos. Não use laxantes sem prescrição médica, pois eles podem diminuir a absorção de vitaminas e minerais.

Já as náuseas e vômitos, sintomas comuns no início da gravidez, ocorrem devido a mudanças hormonais. Procure fazer refeições pequenas e freqüentes; evitar alimentos gordurosos, muito condimentados e de odor forte; evitar misturar alimentos quentes e frios na mesma refeição; não tomar líquidos durante as refeições e antes de se levantar procure comer um biscoito salgado, torradas ou cereais.

Dicas Saudáveis:
- Coma bastante variedade, assim você garante os nutrientes necessários para uma boa saúde.
- Consuma frutas, verduras e legumes com fartura.
- Dê preferência aos cereais integrais.
- Evite gorduras, frituras, café, bebida alcoólica, refrigerantes, chocolate, açúcar, doces em geral, embutidos e enlatados.
- Use sal com moderação.
- Use temperos naturais: limão, cebola, tomate, ervas frescas etc.
- Beba bastante líquido. Isto auxiliará na produção do leite materno.
- Faça caminhada diária.
- Evite comer apressadamente, mastigue bem os alimentos.
- Tome sol pela manhã ou no final da tarde.

Até o final da gestação a futura mamãe terá de 9 a 12 Kg a mais no seu peso inicial. O aumento de peso deve-se à formação de tecidos maternos (mama, placenta, líquido amniótico, útero, sangue etc) e à formação do feto que ao nascer deve pesar, aproximadamente 3.500Kg.

A alimentação saudável é fator primordial durante a gestação, melhor durante toda a vida. Alguns estudos já mostram que os hábitos da mãe influenciam significativamente nos hábitos alimentares do novo ser. Mães que consomem frutas, legumes e verduras fazem com que o bebê conheça o sabor destes alimentos no seu ventre e portanto, terão maior facilidade em aceita-los futuramente. Tenha hábitos saudáveis!


Referências Bibliográficas

CTENAS, Maria Luiza de Brito e VITOLO, Márcia Regina. Crescendo com Saúde – O Guia de Crescimento da Criança. São Paulo, C2 Editora e Consultoria em Nutrição, 1999.

WORTHINGTON, N. R., VERMEERSH, W. Nutrição na Gravidez e Lactação. Interamericana, 3ª Edição, 1986.

MAHAN, L. K.; ARLIN, M. T. KRAUSE. Alimentos, Nutrição e Dietoterapia, 8a edição, Roca, São Paulo, 1994.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Member Login

Pellentesque adipiscing odio eu neque gravida vehicula. Ut ultricies diam vel est convallis non auctor dui scelerisque. Quisque at erat sem
×