Digite uma palavra ou expressão:

Pesquise por letra:

Letra A Letra B Letra C Letra D Letra E Letra F Letra G Letra H Letra I Letra J Letra K Letra L Letra M
Letra N Letra O Letra P Letra Q Letra R Letra S Letra T Letra U Letra V Letra W Letra X Letra Y Letra Z

Alimentação E Câncer, Uma Questão De Prevenção

Fonte: CozinhaNet

Câncer é uma palavra que designa cerca de 100 diferentes tipos de tumor, cada um com sua própria característica e que pode ser induzido por vários fatores que atuam isoladamente ou em conjunto. Entre os coadjuvantes na indução dos diversos tipos de câncer, encontramos a alimentação.

Estudos investigacionais sugerem que dietas ricas em gordura sejam coadjuvantes do fator genético, responsável pela indução do câncer de mama. Essa influência parece ser mais importante entre os jovens na pré-adolescência ou na adolescência.

A ingestão de carnes vermelhas ou álcool também é citada como o fator importante na indução do câncer de mama. No Brasil, este tumor é hoje a primeira causa de óbito entre as mulheres, e estimativas do Instituto Nacional de Câncer mostram o aparecimento de 36 mil novos casos de câncer de mama no ano de 2002.

Nos países em desenvolvimento, as deficiências em micronutrientes, como o potássio, e a ingestão de carcinógenos alimentares, como carnes, gorduras, sal, defumados e alimentos quentes, são coadjuvantes na indução do câncer do aparelho gastrointestinal. Tudo indica que a dieta rica em gorduras adotada no Ocidente permite o desenvolvimento de flora bacteriana, contendo microorganismos capazes de degradar os sais biliares em substâncias carcinogênicas. A falta de vegetais, principalmente os da família cruciareis, como o repolho, é considerado um dos fatores mais importantes na indução do câncer do trato intestinal. Estes vegetais podem ser consumidos após o cozimento ou enquanto crus. As fibras devem ser ingeridas como alimento habitual do indivíduo, pois protegem o intestino, principalmente contra os pólipos intestinais. Alguns desses pólipos são considerados doenças pré-malignas.

A ingestão deficiente de vegetais e frutas têm uma relação direta com os tumores de cabeça e pescoço, como a língua, boca e faringe. Os alimentos que contêm beta caroteno, como a cenoura, são fundamentais na proteção desses tumores. A vitamina C, encontrada nas frutas cítricas, também é importante na dieta, atuando sobre o sistema imunológico defensor.

A dieta e a nutrição são, portanto, importantes coadjuvantes na formação de alguns tipos de câncer, mas outros fatores, como a genética e o meio ambiente, são fundamentais na indução destes.


Dra. Sonia Ladeira é médica oncologista e diretora da Oncoprev Clínica de Tratamento em Oncologia
Fonte: Revista alimentar
Ano I – N°1 – Agosto2002

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Member Login

Pellentesque adipiscing odio eu neque gravida vehicula. Ut ultricies diam vel est convallis non auctor dui scelerisque. Quisque at erat sem
×