10 dicas para fazer o chá perfeito em casa

Chás e infusões ajudam a enfrentar o frio do inverno. Preparar a bebida em casa parece simples, mas alguns detalhes podem torná-la ainda mais saborosa.

"Muitos fazem chá errado, às vezes querem complicar mais do que deveriam, às vezes faltam cuidados", afirma Carla Saueressig, especialista no assunto e proprietária d'A Loja do Chá.

Saueressig deu algumas dicas para fazer o chá perfeito em casa.

1 - Proteja da umidade
É importante armazenar as ervas em um local seco e fechado. Colocá-las na geladeira é um erro, a umidade faz com que as folhas mofem. Elas podem ser guardadas em lata ou saquinho, contanto que o chá fique isolado de outros produtos, como o café, que podem interferir no gosto final.

2 - Ferver ou não ferver?
A história de que a água do chá não pode ser fervida é um mito. "Todos os orientais fervem, por uma questão de higiene", diz a especialista. Se o seu chá requer temperaturas abaixo dos 100°C, o segredo é deixar ferver e esperar esfriar.

3 - Tipo da água
A água utilizada para fazer a bebida também requer atenção. Versões minerais podem alterar o gosto, portanto, se for usá-la, é preciso escolher uma com sabor leve. No caso da água filtrada, é preciso ter atenção ao cloro –para eliminá-lo, basta ferver.

4 - Na medida
Quem compra chás em latas ou saquinhos precisa tomar cuidado com a quantidade certa de ervas. "Quando você coloca em excesso, o tanino [substância natural presente em algumas plantas] fica forte e deixa a bebida amarga", afirma Carla.

Em chás verdes, brancos, pretos e oolong, o certo é diluir entre 11 e 13 gramas para cada litro. No caso de infusões de ervas, a quantidade ideal é entre seis e dez gramas por litro. Em infusões de frutas, use de 18 a 26 gramas por litro.

5 - Temperatura certa
Cada tipo de chá pede uma temperatura de água diferente. No caso de chás verdes e brancos, o ideal é que ela esteja entre 60°C e 90°C. Caso não possua um termômetro em casa, é preciso deixar a água ferver e esperar de dois (90 ºC) a 15 minutos (60 ºC) para que ela atinja essa faixa de temperatura.
O chá preto e o oolong podem ser feitos com a água recém-fervida, na casa dos 100°C, assim como infusões de ervas e frutas.

6 - Tempo de infusão
Deixar as ervas na água por muito tempo também deixa o chá amargo e faz com que ele perca sabores complexos.
Chás verdes e brancos devem ficar entre um e três minutos em infusão. Chás pretos e oolongs, entre dois e quatro minutos. Infusões de ervas ou frutas podem ficar mais tempo: de cinco a dez minutos.

7 - Açúcar pode?
Se adoçar o chá é visto com maus olhos por alguns especialistas, para Carla, é tudo uma questão de gosto. "Chá é prazer. Se o que você gosta é colocar um pouco de açúcar, por que não?", diz a especialista. Ela recomenda açúcares orgânicos em vez de adoçantes industrializados.

8 - Blends
Depois de pronto, seu chá pode ganhar um toque especial se misturado com ervas ou frutos aromáticos. Entre os mais populares estão hortelã, limão e maçã.

No entanto, o exagero acaba tirando o sabor original do chá. A hortelã e o limão, por exemplo, devem ser usados com parcimônia, pois têm um gosto marcante.

9 - Degustação
Assim como o vinho, o chá tem uma maneira correta de degustação. O ideal é deixar a bebida em uma temperatura próxima à do organismo para perceber melhor seu sabor. Na hora de beber, espalhe o líquido por toda a língua e dê um pequeno respiro antes de engolir.

10 - Chá gelado
Para chás gelados, o procedimento é basicamente o mesmo. A diferença é que, em vez de diluir as ervas em um litro de água, se usam apenas 250 ml, resultando em uma versão concentrada. Depois da infusão, o chá pode ser diluído em água gelada ou gelo. Segundo Carla, o processo evita que o chá fique amargo.

Fonte: Folha de São Paulo.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Member Login

Pellentesque adipiscing odio eu neque gravida vehicula. Ut ultricies diam vel est convallis non auctor dui scelerisque. Quisque at erat sem
×